terça-feira, 4 de outubro de 2016

Palmeiras quer trocar o dinheiro que a Crefisa gasta com Lucas Barrios. E buscar um grande meia para a Libertadores de 2017. O próprio atacante paraguaio sabe que não ficará no próximo ano…



Tudo está sendo de maneira sutil. Porque envolve muito dinheiro, jogador importante, e patrocinador com tendência para o ressentimento, mágoa.

O Palmeiras estava ontem em uma partida decisiva. Precisava de qualquer maneira vencer o Santa Cruz, para abrir vantagem do Flamengo. O Brasil estará em campo na quinta-feira, contra a Bolívia, em Natal. Gabriel Jesus, titular de Tite, disputou os 90 minutos ontem no jogo fundamental.

A principal estrela palmeirense ganha cerca de R$ 200 mil mensais, com salários e bonificações. E já está vendido por R$ 112 milhões ao Manchester City.

Não será apenas o Brasil que estará em campo na quinta-feira. O Paraguai vai enfrentar a Colômbia. Desde de a sexta passada, dia 30, o treinador Arce tem à sua disposição o argentino naturalizado paraguaio, Lucas Barrios. O Palmeiras o dispensou no dia 29, na quinta-feira. Por um motivo mais do que simples. Ele não é imprescindível ao elenco de Cuca. Muito pelo contrário, até.

Lucas Barrios recebe, entre luvas e salários, cerca de R$ 900 mil mensais. É o maior salário do Palmeiras. O clube, no entanto, não gasta um centavo com ele. O dinheiro é todo da Crefisa.
A patrocinadora gasta R$ 58 milhões para bancar todo o uniforme palmeirense. O casal José Roberto Lamacchia e Leila Pereira também é dono da Faculdades das Américas. E decidiu dar um 'agrado' ao Palmeiras, quando a relação estava no auge.

Pediram a indicação de um grande jogador que o clube desejava. Paulo Nobre consultou Alexandre Mattos. Ambos conversaram com o então treinador Oswaldo de Oliveira. Alexandre já havia tentado contratá-lo duas vezes para o Cruzeiro. E havia fracassado. As indicações eram muito boas.

2reproducao1 Palmeiras quer trocar o dinheiro que a Crefisa gasta com Lucas Barrios. E buscar um grande meia para a Libertadores de 2017. O próprio atacante paraguaio sabe que não ficará no próximo ano...
 

Foi o Palmeiras que incentivou a Crefisa a se comprometer com R$ 40 milhões em um contrato de três anos com o atacante. Só que a contratação se mostrou um fracasso. Só conseguiu marcar 12 gols desde a sua chegada no meio do ano passado. Não conseguiu se recuperar plenamente de um passado de lesões.

Oswaldo de Oliveira havia sido mandado embora oito dias antes de sua chegada. Marcelo Oliveira tentou de todas as maneiras adaptá-lo. Mas o paraguaio não conseguia render o que se esperava. Com Cuca, a mesma coisa. O jogador percebeu que viraria um mero reserva com ele.
Dirigentes do Huracán acompanhavam com interesse o caso. E tentaram levá-lo por empréstimo no meio do ano. A Crefisa não aceitou. Mas os argentinos alegaram não ter dinheiro para comprá-lo.

Só que sua passagem no clube está no fim. Quase um ano e meio já foi suficiente que o melhor é negociá-lo. Parar de gastar R$ 900 mil com um reserva.

Lucas Barrios está tranquilo. Vai completar 32 anos no próximo mês. Sabe que o contrato lhe assegura mais R$ 17,1 milhões. Não vai abrir mão desse dinheiro. Empresários que negociam com o Palmeiras já estão buscando clubes na China, no Oriente Médio, no Leste Europeu. Onde tiver alguma equipe disposta a pagar perto destes R$ 17 milhões.

O negócio foi ruim em todos os sentidos para o Palmeiras. Se Lucas Barrios fizesse um grande sucesso e a Crefisa o vendesse por mais que pagou, o lucro seria palmeirense.

Na famosa entrevista que Leila Pereira deu em novembro do ano passado, ela já mostrava seu arrependimento pela escolha do Palmeiras. Pela busca de Lucas Barrios.

3reproducao 1024x681 Palmeiras quer trocar o dinheiro que a Crefisa gasta com Lucas Barrios. E buscar um grande meia para a Libertadores de 2017. O próprio atacante paraguaio sabe que não ficará no próximo ano...

"Se o Palmeiras está em melhores condições é pelo patrocinador e pelo seu torcedor, que continua indo aos jogos mesmo perdendo como está perdendo, e isso não é culpa do patrocinador, mas das contratações ruins que fizeram", disse, raivosa, na época.

Por isso, a negociação da saída de Lucas Barrios está sendo feita de maneira muito cuidadosa. Para não melindrar ninguém. O futuro presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, é muito próximo do casal dono da Crefisa. E nutre a esperança da venda de Barrios. Para pedir que a empresa siga investindo no clube. E ajude a pagar a contratação de um outro jogador. Desta vez o desejado meia, que Cuca, que deve permanecer, tanto anseia.

Enquanto isso, o jogador está com a Seleção Paraguaia. Enfrentará a Colômbia na quinta-feira e a Argentina na terça-feira, mesmo dia que o Brasil enfrentará a Venezuela.

Com uma grande diferença.

Cuca aguardará com a maior ansiedade por Gabriel Jesus.

O quer treinado para o jogo contra o América Mineiro.

Já em relação a Lucas Barrios, não há pressa.
 
 Palmeiras quer trocar o dinheiro que a Crefisa gasta com Lucas Barrios. E buscar um grande meia para a Libertadores de 2017. O próprio atacante paraguaio sabe que não ficará no próximo ano...

O próprio jogador sabe que não deverá ficar em 2017...

Blog Cosme Rímoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário