segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Sem mágoa do Botafogo, Gegê corta cordão umbilical e recomeça no ABC:

Após mais de dez anos no clube, meia busca novos ares e trilha novos caminhos em Natal. Em bate-papo ele fala sobre Jair e a relação conturbada com torcedor alvinegro,

Gegê ainda é jogador do Botafogo, mas seu casamento de mais de dez anos com o clube parece ter chegado ao fim. Sem espaço em General Severiano, o meia foi emprestado até dezembro ao ABC. Ao fim do empréstimo, estará sem contrato com o Alvinegro, e a tendência é seguir sua carreira em outro lugar.  

Foram mais de dez anos de altos e baixos. Destaque na base, Gegê foi integrado ao profissional como grande promessa. Em 2013, com gol e assistência, ajudou o Botafogo a vencer o Flamengo de virada por 2 a 1. Tudo parecia trilhar para um caminho de sucesso em General Severiano. Mas não foi bem assim.  

Veio o rebaixamento em 2014, atuações apagadas, e Gegê passou a ser perseguido pela torcida. O meia teve o contrato renovado no início de 2016, ganhou oportunidades com Ricardo Gomes, mas depois foi esquecido definitivamente na “Era Jair Ventura”. Justamente o técnico que foi seu treinador na base e lhe deu a camisa 10 na Série B, durante os três jogos que trabalhou como interino.

- Trabalhei muito tempo com o Jair. Mas o futebol é uma doideira só. Ele não chegou a conversar comigo quando assumiu. Não sei dizer o que aconteceu. Mas o Jair é um grande treinador, vem provando seu valor e tem tudo para dar certo. Torço por ele – disse Gegê.  

Pela primeira vez fora do Botafogo, Gegê busca sequência no ABC (Foto: Fabiano de Oliveira/GloboEsporte.com)

No ABC, em Natal, Gegê busca vida nova. De longe, afirma não ter tempo para acompanhar o ex-time. Pela primeira vez fora do Botafogo, obviamente, vem sentindo diferenças. Titular, encontrou a sequência que buscava há anos no Botafogo. Contra o Santa Cruz de Natal, mostrou seu cartão de visitas, com um belo gol de fora da área, O cenário é o ideal, segundo o meia, para amadurecer e crescer como jogador.

- Fiquei quatro anos no profissional do Botafogo. Foi muito bom, aprendi bastante, mas era o momento de sair, buscar novos ares. Acho que aqui vou crescer e evoluir bastante. É uma nova experiência e estou gostando. Vou trabalhar muito, amadurecer e vai dar tudo certo.  


Confira outros trechos da entrevista com Gegê:

Gegê teve bons momentos no Botafogo, mas casamento não terminou bem ( Reprodução/Twitter)

Mágoa do Botafogo?

Nunca. Nunca vou ter magoa do Botafogo. Sou muito grato por tudo o que o clube fez por fim. O Botafogo estará sempre na minha memória. Passei muitas coisas no Botafogo, que é um clube que tem muita história. Fico muito feliz de ter passado por lá.

Volta após o empréstimo?Agora só estou pensando em jogar bola. O futuro está nas mãos de Deus. Eu estou tranquilo quanto a isso. Vou trabalhar e fazer o meu.    

Relação conturbada com a torcida do Botafogo 

Faz parte, é natural. A torcida não gostava de mim. Vou fazer o que? É complicado. Prefiro ficar quieto.      

Início animador no ABC

Graças a Deus fiz um bonito gol. Fui muito feliz na finalização. Também já dei assistência. Aos poucos vou me adaptando, me encaixando na equipe, ganhando forma. Não fiz a pré-temporada, e até por isso estou ganhando ritmo aos poucos. O time está evoluindo.   
   
Rotina em Natal

É diferente, né. Senti bastante no inicio. O ABC é meu primeiro clube depois do Botafogo. Nunca tinha jogando em outro clube. Agora está mais tranquilo. Estou conhecendo melhor a cidade, fiz amizade com todos. Está mais suave. No inicio senti um pouco. São clubes bem diferentes.
Tem cobertura da imprensa, mas não é da mesma forma. Mas o ABC é um grande clube, e a imprensa dá muita visibilidade. Assédio? Por enquanto, mais nos estádios e nos treinos. Aqui é mais tranquilo, mas a torcida do ABC é apaixonada. É fera, uma torcida boa.

Geninho

Primeira vez que trabalho com ele. Estou gostando. Ainda é um início de trabalho, mas ele já demonstrou ser um ótimo treinador, nos ajuda bastante no dia a dia. Temos treinado pouco por conta dos jogos.


Globo Esporte RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário