segunda-feira, 15 de maio de 2017

25 de março e A.C Motos, o que Está em Jogo no Clássico:

25 de março e A.C Motos - Marcelino Vieira. (Foto: Aldeir Torres Sport)
25 de março e A.C Motos (Marcelino Vieira) fazem domingo o primeiro clássico que abrem a semifinal da IV Copa Gustavo Alves 2017. O jogo é eliminatório e além de valer a classificação para a grande final, existe outra razão, que chama muita atenção neste duelo. O “ranking” desta 4ª copa desta edição. São dois clubes com história bem diferentes,
 
A equipe do 25 de março já é um clube acostumado a chegada em semifinal de eventos.
 
O A.C Motos está escrevendo seus primeiros capítulos este ano. Mas este ano a história estar sendo bem diferente. E como estamos na semifinal do evento, a pergunta que fica é a seguinte:

A.C Motos - Marcelino Vieira. (Foto: Aldeir Torres Sport)
O A.C Motos vai continuar conquistando seus objetivos e provando seu valor?  Não posso cometer uma loucura, e dizer que não. É óbvio que pode conseguir tal façanha, ainda mais se tratando de um clássico, pelo menos pelas belas campanha que ambas equipeis vêm apresentando nesta edição. Até porque não encontrei outra palavra que possa substituir um bom jogo “clássico”. Mesmo com toda campanha surpreendente do A.C Motos, mas na minha modesta opinião, com todo respeito ao clube A.C Motos, vejo a equipe da 25 de março um pouco mais bem preparada para tentar conquistar essa classificação.

25 de março - PDF. (Foto: Aldeir Torres Sport)
 Mais não podemos esquecer que estou lutando com números desta edição, e a história das equipes para chegar a está conclusão. Mais a verdade é que dentro das quatro linhas, os dois times vão lutar pela vitória. Ninguém quer saber de empate. O empate leva o clássico para os pênaltis.
 
Por que tenho toda certeza que as duas instituições vão com muita confiança para definir no tempo normal e sai vencedor. No jogo de domingo dia 21 de maio, as 08:00 horas nos Barracos, a gente espera um grande jogo. O resultado da partida vai elevar o clube vencedor no ranking desta Copa Gustavo Alves.
 
Ainda há muita água para passar debaixo da ponte. De qualquer forma, busquem a vitória e a confiança e tranquilidade que virão depois dela.

Aldeir Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário