sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Efeito Tite: Neymar voa em arrancada e multiplica estatísticas na eliminatória:

Seleção diminui a ''Neymardependência'' ao mesmo tempo que vê crescer o nível das exibições do craque do Barça. Camisa 10 tem participação direta em nove dos 15 gols,

Cinco jogos, cinco vitórias, 100% de aproveitamento e a liderança das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Sob o comando de Tite, a Seleção resgatou o bom futebol e o respeito dos adversários. E, ao mesmo tempo que diminuiu a ''Neymardependência'' com o bom desempenho de nomes como Philippe Coutinho e Gabriel Jesus, o Brasil viu crescer o nível das atuações de seu camisa 10. Já são quatro gols e cinco assistências sob o comando do treinador, com participação direta em nove dos 15 gols marcados,

Neymar é um dos principais destaques da arrancada que levou o Brasil da sexta posição para a liderança nas eliminatórias. Nos quatro jogos em que esteve à disposição desde a estreia de Tite, o atacante multiplicou suas estatísticas na competição. Desempenho bem diferente do apresentado sob o comando de Dunga na corrida rumo à Copa da Rússia. Nos seis jogos com o ex-treinador, Neymar esteve em apenas três. Não marcou gols e deu apenas uma assistência.

Se com Dunga o relacionamento não era dos melhores, com Tite o camisa 10 parece mais à vontade e motivado. Diante da Argentina, só faltou fazer chover no Mineirão. Além do gol - seu 50º pela seleção principal - e da assistência para Coutinho, ainda acertou a trave, deu um lençol em Bligia e abusou das arrancadas. Foi o mais caçado em campo, com nove faltas sofridas.

Neymar voa para comemorar o seu gol conta a Argentina: ótimas estatísticas sob o comando de Tite (Foto: Reuters)

Uma das características de Tite é sempre dividir as responsabilidades. Quando perguntado sobre a importância de Neymar para o time, costuma dizer que é desumano colocar tudo nas costas de apenas um jogador. Para o treinador, a ênfase no jogo coletivo é a resposta para quem pergunta o motivo de a Seleção depender menos de Neymar na atualidade. Na entrevista coletiva após a vitória por 3 a 0 sobre a Argentina, o nome de Neymar só foi citado nos minutos finais.

- (O Brasil) Já dependia antes e continua dependendo do todo, do jogo coletivo. Alguns conceitos de jogo que eu entendo ao longo do tempo não mudam. O Cleveland Cavaliers foi campeão da NBA com seu maior astro, Lebron James fazendo uma ação defensiva (toco sobre o Iguodala no jogo 7 da final da temporada 2015/16 da NBA). Temos que entender e valorizar isso. O Neymar com o Zabaleta, por exemplo. Ou quando o Gabriel fazia para deixar o Neymar descansar. Os dois deram origem aos dois primeiros gols - lembrou Tite.

A Seleção folga nesta sexta-feira e volta a treinar no sábado e no domingo. As atividades serão realizadas na Cidade do Galo. No domingo, a delegação brasileira embarca em voo fretado para Lima. A partida contra o Peru será na próxima quarta, às 00h15 (de Brasília).



Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário